Boffinianas

Aquele que fala em línguas só é verdadeiramente carismático se seu falar for compreensível aos outros. Caso contrário, é problema para analistas ou é autopromoção, à custa da crendice dos outros (fc. 1Cor 14,2): “Tu darás muito bem graças, porém o outro não se edifica… porque não sabe o que dizes” (1Cor 14,17). Paulo é taxativo: “Prefiro na igreja falar dez palavras com sentido que instruam os outros a dizer dez mil palavras em línguas (1Cor 14,19) que ninguém entende. Aqui se condena toda a mistificação, auto-ilusão inconsciente, pietismo e sobrenaturalismo, em nome do serviço e utilidade para os outros.

BOFF, Leonardo; Igreja: Carisma e Poder; Ed. Record 2005 pg 325/326

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s