O NOME DE DEUS – Fausto Wolff

Talvez o principal motivo d’eu comprar o bom e velho JB fossem as crônicas de Fausto Wolff. Que me perdoem os amantes di Rubem Braga, mas o Wolf pra mim foi o melhor.

Alguns de seus textos, principalmente o póstumo de Brizola e um que falava da aposentadoria do Fidel foram recortados e guardados, mas infelizmente se perderam em algum envelope. Tentei achá-los na net sem sucesso.

Até que um dia encontrei O NOME DE DEUS perdido num sebo. Desde de Rubem Fonseca eu não fico vidrado em histórias tão triste e reais, que nos revoltam, mas nos torna mais críticos. Quem quiser arriscar não irá se decepcionar !!!
Como diria Paulo Polzonoff Jr.:

” Fausto Wolff é um maldito. Não um maldito voluntário, como Dalton Trevisan e Rubem Fonseca, que se recusam a dar entrevistas e serem fotografados. Fausto Wolff é um maldito porque a imprensa não quer saber dele. Não importa se seu romance À Mão Esquerda (Civilização Brasileira, 1996) tenha sido um dos finalistas do Prêmios Nestlé de Literatura e tenha ganho o Prêmio Jabuti de Melhor Romance: os cadernos de cultura sequer citam seu livro de contos recém-lançado pela Bertrand do Brasil, O Nome de Deus.””Fausto Wolff  leva ao extremo a máxima de Umberto Eco: “Todo o mundo ficcional se apóia parasiticamente no mundo real, que toma por seu pano de fundo.” Seus contos têm a realidade enraizada nas histórias. São comuns as citações de casos que estiveram nas primeiras páginas dos jornais ainda ontem, como as privatizações e a queda do edifício Palace I, construído pelo deputado Sérgio Naya. Tem-se a impressão de se estar lendo um conto escrito ontem mesmo. Os contos de Fausto Wolff nos tocam pelo real absurdo da vida cotidiana e pela proximidade de seus personagens. Os personagens andam pelas ruas que você conhece, bebem nos bares que você freqüenta, lêem os jornais que você lê e se parecem, e muito, com esta multidão sem rosto com a qual você convive.”

http://www.nao-til.com.br/nao-66/f-wolff.htm

Para mais informações segue o sítio do autor:

http://olobo.net/

Também achei uma entrevista dele pro Canal Brasil (assim como o Rubem Fonseca ele odiava dar entrevista, assim como a maioria da mídia direitista não tinha vontade de entrevistá-lo).

 

 

Mateus Nikel

aaaaaa

Anúncios

Um pensamento sobre “O NOME DE DEUS – Fausto Wolff

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s